Revista Portuguesa de Imunoalergologia

Arquivo RPIATodas publicações


  • EDITORIAL 2018 Vol.XXVI, nº4

    A prestação de cuidados de saúde no horizonte da modernidade

    Quantas pessoas conhecem que ainda não têm um smartphone? Provavelmente, pouquíssimas, certo? É por isso fácil de reconhecer as potencialidades de apostar em aplicações para dispositivos móveis. Isto é verdade nas mais diversas áreas, e na saúde a situação não é diferente. O mobile health – ou simplesmente mHealth – consiste na prática da medicina e da saúde pública apoiada por dispositivos móveis, como telemóveis e tablets. Hoje, existem cerca de 165
    Mariana Couto

    Anafilaxia a agentes anestésicos 2018 Vol.XXVI, nº4

    A anafilaxia é uma reação sistémica grave que pode ocorrer em qualquer momento do ato anestésico. A anafilaxia perioperatória é uma das causas mais frequentes de anafilaxia fatal na idade adulta. Neste artigo de revisão serão abordados os principais aspetos do conhecimento atual sobre anafilaxia perioperatória (APO), destacando-se as manifestações clínicas e fatores de risco, os principais agentes anestésicos envolvidos, o algoritmo diagnóstico e as medidas preventi
    Emília Faria1, 2, 3, 4, 5, 6,

    Quantificação de alergénios major de Dermatophagoides pteronyssinus em extratos para imunoterapia com alergénios por via sublingual 2018 Vol.XXVI, nº4

    Fundamentos: Embora a quantidade de alergénios major seja um aspeto considerado crítico na imunoterapia com alergénios por via sublingual (ITASL), a comparação entre ITASL de diferentes fabricantes é praticamente impos- sível. Objetivos: Comparar as concentrações de alergénios major de ácaros em soluções para ITASL. Métodos: Avaliação por ELISA-sandwich das concentrações de Der p1 e de alergénios do grupo 2 (Der p2/Der f2) em 7 soluções para ITASL com a
    Maria Conceição Pereira Santos1, , Maria Amélia Spínola Santos2, , Idoia Postigo3, , Jorge Martinez3,

    Perfis de sensibilização às cefalosporinas na prática clínica 2018 Vol.XXVI, nº4

    Cefalosporinas reação cruzada, cadeias laterais, antibióticos betalactâmicos, reação alérgica imediata.

    Fundamentos: A prevalência estimada de hipersensibilidade às cefalosporinas é de 1% a 3% na população geral. A investigação alergológica desta situação implica uma abordagem que tenha em conta as semelhanças estruturais entre os compostos betalactâmicos, no sentido de identificar eventual reatividade cruzada. Objetivos: Caracterizar os quadros de reação alérgica imediata aos antibióticos do grupo das cefalosporinas em termos clínicos e em termos de padrões de
    Sofia Farinh1, , Bárbara Kong Cardoso1, , Elza Tomaz1, , Filipe Inácio1,

    FRASIS – Monitorização da função respiratória na asma utilizando os sensores integrados do smartphone 2018 Vol.XXVI, nº4

    O projeto FRASIS pretende desenvolver, integrar e validar um conjunto de tecnologias de informação e comunicação (TIC) de saúde móvel (mHealth) para a monitorização remota da função respiratória na asma, usando apenas o smartphone e os seus sensores integrados. As ferramentas atuais de automonitorização e autogestão da asma são complexas, pouco atrativas, não individualizadas e obrigam os profissionais de saúde a análises trabalhosas, desmotivando a sua utiliz
    Mariana Couto1, 2, 3, , Rute Almeida1, 4, , Cristina Jácome1, 5, , Luís Conceição6, , Ana Ferreira1, 7, , Pedro Marques1, 7, , Ana Almeida8, 9, , Rita Amara1, 10, , Ana Sá-Sousa1, , Constantino Martins8, 9, , Tiago Jacinto1, 3, 10, , Mariana Pereira3, 11, , Bernardo Pinho11, , Pedro Pereira Rodrigues1, 7, , Goreti Marreiros8, 9, , Altamiro Costa Pereira1, 7, , Susana Caldas Fonseca11,

    Esofagite eosinofílica, alergia e défice de IgA – Cofatores ou comorbilidades? 2018 Vol.XXVI, nº4

    Introdução: É cada vez mais consistente a relação entre a esofagite eosinofílica e a patologia alérgica, sendo desconhecida a sua relação com o défice seletivo de IgA. Descrição do caso: Doente do sexo masculino, com 17 anos, seguido em consulta de Gastroenterologia por episódios de impactação alimentar. Referenciado a consulta de Imunoalergologia para avaliação de sensibilização a aeroalergénios e alergénios alimentares. Testes cutâneos por picada pos
    Rosa-Anita Fernandes1, , Isabel Carrapatoso1, , Emília Faria1, , Ana Todo-Bom1,

    Dermatite de contacto a mercaptobenzatiazol com início na infância 2018 Vol.XXVI, nº4

    Doente do sexo feminino, 18 anos, enviada por eczema plantar refratário à terapêutica, com início aos 5 anos. Lesões descamativas, pruriginosas, localizadas às plantas e dedos dos pés com distribuição simétrica, com aparecimento frequente de bolhas dolorosas, à marcha (Figura 1). Foi medicada com emolientes, corticoides tópicos e sistémicos (1-2 ciclos/ano) e azatioprina (100mg id, 3 meses), com melhorias parciais, mas recidiva após suspensão terapêutica.
    Joana Pita1, , Frederico Regateiro1, 2, , Carlos Loureiro1, 2, , Ana Todo-Bom1, 2,

    Notícias 2018 Vol.XXVI, nº4

    Relatório do estágio de alergologia em idade pediátrica, Hôpitaux Universitaires de Genève, Suíça. Congresso Anual da EAACI 2018 – Trabalhos portugueses premiados. Lista dos prémios SPAIC 2018 e lista dos trabalhos premiados na 39.a Reunião Anual. Corrida/caminhada “Que a asma não te pare” 2018. 39.a Reunião Anual da SPAIC 2018 – Uma reunião mais verde. Campanha “Vencer a Asma” na Assembleia da República

    Normas de Publicação 2018 Vol.XXVI, nº4

    A Revista Portuguesa de Imunoalergologia (RPIA) é o principal órgão oficial da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) e assume-se como a única revista científica portuguesa dedicada à publicação e divulgação de temas imunoalergológicos.