Revista Portuguesa de Imunoalergologia

Arquivo RPIATodas publicações


  • Editorial 2020 Vol.XXVIII, nº3

    COVID-19: O papel da Imunoalergologia em tempos de pandemia

    No ano em que celebra os seus 70 anos, a SPAIC reinventa-se e realiza pela primeira vez a sua reunião anual em formato virtual.
    Mariana Couto1,

    Artigo original 2020 Vol.XXVIII, nº3

    Angioedema associado aos fármacos inibidores do eixo renina-angiotensina- -aldosterona: Experiência do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental

    O angioedema isolado é um efeito adverso raro, mas potencialmente fatal, da toma de fármacos inibidores do eixo renina-angiotensina-aldosterona (iRAA). Objetivos: Caracterizar os episódios de angioedema localizados à face e via aérea superior relacionados com a toma destes fármacos nos doentes referenciados ao Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental.
    Rita Albuquerque Sousa1, , Ana Teresa Silva2, , Rui Melo Cabral1, , Fátima Cruz1, , Sílvia Pereira1, , Pedro Escada1, 3,

    Artigo de revisão 2020 Vol.XXVIII, nº3

    Hipersensibilidade a corticosteroides – Uma revisão

    Os corticosteroides são fármacos anti-inflamatórios amplamente utilizados na prática clínica e as reações de hi- persensibilidade, com apresentação imediata ou tardia têm sido cada vez mais descritas na literatura. As reações de hipersensibilidade podem ocorrer devido aos corticosteroides ou aos excipientes utilizados nas suas preparações. Os testes cutâneos podem auxiliar na confirmação diagnóstica e na identificação de uma alternativa terapêutica.
    Iolanda Alen Coutinho1, , Joana Pita1, , Ana Luísa Moura1, , Marta Alves1, , Carlos Loureiro1, , Ana Todo Bom1,

    Página educacional 2020 Vol.XXVIII, nº3

    Gestão e plano de contingência do Serviço de Imunoalergologia do Centro Hospitalar e Universitário de S. João no contexto da pandemia por COVID-19

    A pandemia por SARS-CoV-2 disseminou-se rapidamente por todo o Mundo, infetando um enorme número de pessoas e causando inúmeros óbitos. À semelhança de muitos outros países, Portugal declarou estado de emergência nacional e aplicou medidas de confinamento rapidamente após a declaração de pandemia pela Organização Mundial de Saúde. Estas medidas resultaram em alterações dramáticas e inesperadas à atividade clínica, às quais tivemos de nos adaptar.
    Leonor Carneiro-Leão1, , Luís Amaral1, , Alice Coimbra1, , José Luís Plácido1,

    Caso clínico 2020 Vol.XXVIII, nº3

    Caso de reação de hipersensibilidade a fármaco de emergência médica – Novo protocolo de dessensibilização

    Homem, 71 anos, deu entrada no serviço de urgência por dispneia, dor torácica e palpitações. Constatou-se flutter auricular (FLA) com resposta ventricular rápida (RVR). Administrado bisoprolol, digoxina e verapamil, com persistên- cia de RVR, pelo que inicia perfusão de amiodarona, durante a qual surge urticária generalizada. Aproximadamente um mês antes, teve episódio de urticária durante perfusão de amiodarona.
    Ana Rodolfo1, , Fernando Friões2, 3, 4, , Josefina R. Cernadas1, 5,

    Allergymage 2020 Vol.XXVIII, nº3

    Edema labial recorrente: Qual o seu diagnóstico?

    Doente género masculino, 44 anos. Sem antecedentes patológicos de relevo. Enviado à consulta de Imunoalergologia em 2018 após três episódios com frequência aproximadamente mensal de edema do lábio superior à esquerda, doloroso, não pruriginoso e com resolução espontânea em 48 horas.
    Inês Machado Cunha1, , Inês Falcão1, , Leonor Cunha1,

    Notícias 2020 Vol.XXVIII, nº3

    Nos passados dias 18 e 19 junho decorreram os exames nais de internato médico de imunoalergologia. A SPAIC congratula-se com as seis novas especialistas em Imunoalergologia que tiveram ótimos desempenhos nos seus exames, num exame com várias particularidades pelo contexto COVID.