Revista Portuguesa de Imunoalergologia

Arquivo RPIATodas publicações


  • EDITORIAL 2007 Vol.XV, nº2

    Os comentários favoráveis que nos têm enviado relativamente ao último número da RPIA, em que os artigos originais passaram a ser apresentados nas versões portuguesa e inglesa, levam-nos a concluir que esta era uma das aspirações dos colegas que nos enviam os seus trabalhos para publicação.
    Carlos Nunes

    Exercício físico – Resposta imunoinflamatória 2007 Vol.XV, nº2

    ARTIGO DE REVISÃO

    O estudo da relação entre o exercício e a resposta inflamatória e imunológica tem motivado um elevado interesse, desde há vários anos. Existe uma estreita comunicação entre o sistema neuroendócrino e as células imunocompetentes através de mensageiros que vão ter uma intervenção importante nessa resposta.
    Ana Todo-Bom1, , Anabela Mota Pinto2, 3,

    Como avaliar a eficácia da imunoterapia específica? 2007 Vol.XV, nº2

    ARTIGO PREMIADO

    À imunoterapia específica (ITE) é reconhecida eficácia no tratamento da doença alérgica respiratória. No entanto, não há consenso sobre quais os parâmetros, clínicos ou imunológicos, que deverão ser utilizados para a avaliação dessa eficácia.
    Manuel Branco Ferreira1, 2, 3, 4,

    Futebol e doença alérgica respiratória 2007 Vol.XV, nº2

    ARTIGO ORIGINAL

    Apesar da pouca literatura sobre este tema, é aceite que o desporto de alta competição origina alterações imuno-anátomo-fisiológicas que no conjunto ajudam a explicar a elevada prevalência de doença alérgica nos atletas.
    Pedro Martins1, 2, , Nuno Neuparth1, 2, 3, , Mafalda Silva3, , Pedro Lopes da Mata3,

    Óxido nítrico exalado no diagnóstico de asma 2007 Vol.XV, nº2

    ARTIGO ORIGINAL

    O diagnóstico de asma tem-se baseado em avaliações convencionais que associam a sintomatologia obstrutiva à existência de obstrução brônquica com reversibilidade ao broncodilatador (BD) inalado e/ou a testes de broncoprovocação farmacológica positivos.
    Filipa Costa1, , Ana Arrobas2,

    Anafilaxia induzida por exercício dependente de alimentos – Caso clínico 2007 Vol.XV, nº2

    CASO CLÍNICO

    A anafilaxia induzida por exercício dependente de alimentos (AIEDA) é um tipo particular de anafilaxia de exercício, caracterizada pelo aparecimento de uma reacção alérgica sistémica desencadeada pelo exercício, quando este é efectuado nas primeiras 2 horas após a ingestão alimentar.
    Joana Caiado1, , Manuel Branco Ferreira2, , Elisa Pedro3, , Manuel Pereira Barbosa4,

    CHRONIC SINUSITIS AND ATOPY: A CROSS-SECTIONAL STUDY 2007 Vol.XV, nº2

    ARTIGOS COMENTADOS

    Na sinusite crónica, a sensibilização a aeroalergénios é controversa. No entanto, alguns estudos realizados em grupos etários pediátricos salientam a sinusite como uma comorbilidade muito importante em crianças com alergia respiratória.
    Celso Pereira, Maria Conceição Pereira dos Santos, Paula Alendouro, Elisa Marino

    Estágio de Dermatologia na Klinik Für Dermatologie, Venerologie und Allergologie, em Berlim 2007 Vol.XV, nº2

    PÁGINA JOVEM

    Integrado num dos objectivos do GA2LEN (Global Allergy and Asthma European Network), a possibilidade de intercâmbio entre internos dos vários centros GA2LEN, surgiu a oportunidade de realizar o estágio de Dermatologia no Hospital Charité Campus Mitte – Klinik für Dermatologie, Venerologie und Allergologie, da Faculdade de Medicina, Universidade de Humboldt, em Berlim.
    Luísa Geraldes1,

    PÁGINA INTERNACIONAL 2007 Vol.XV, nº2

    No passado mês de Fevereiro decorreu em San Diego, Estados Unidos da América, o Annual Meeting da American Academy of Allergy, Asthma & Immunology (AAAA&I). O congresso anual da AAAA&I é sempre uma reunião científica de grande projecção na Imunoalergologia internacional, reunindo geralmente mais de 6000 congressistas.
    Luís Delgado