Revista Portuguesa de Imunoalergologia

Arquivo RPIATodas publicações


  • EDITORIAL 2011 Vol.XIX, nº3

    O presente número da RPIA começa com um artigo de revisão sobre padrões de citocinas Th1 e Th2 em doentes infectados pelo VIH neste número optou -se por privilegiar os artigos de revisão e concluímos com dois artigos comentados
    Luís Taborda Barata

    Mudança de padrão Th1 para Th2 e atopia em indivíduos infectados por VIH? Uma revisão das evidências actuais 2011 Vol.XIX, nº3

    ARTIGO DE REVISÃO

    A infecção pelo VIH tem efeiotos profundos a nível da imunidade celular, com repercussões em muitos sistemas do organismo e processos patológicos. O número de células T CD4+ diminui com a progressão da doença ligada ao VIH, mas linfócitos B produtores de anticorpos também ficam afectados. O estado de de activação celular B anormal associado ao VIH manifesta -se por hipergamaglobulinémia e pela presença de imunocomplexos e ainticorpos circulantes.
    Luís Taborda -Barata1, , Eric D. Bateman1,

    Avaliação da qualidade de vida em doentes com angioedema hereditário 2011 Vol.XIX, nº3

    ARTIGO ORIGINAL

    O angioedema hereditário (AEH) é caracterizado por episódios recorrentes de edema que envolve a pele, aparelho gastrintestinal e outros órgãos, sendo o edema laríngeo a consequência mais grave que exige tratamento imediato. Estão disponíveis muito poucos trabalhos no que diz respeito ao impacto da qualidade de vida (QV) no AEH.
    Sofia Luz1, , Joaquim Alves da Silva2, , Filipe Barbosa3, , Amélia Spínola Santos4, , Manuel Branco Ferreira5, , Manuel Pereira Barbosa6,

    Inovação na indução de tolerância oral específica em crianças com anafilaxia às proteínas do leite de vaca 2011 Vol.XIX, nº3

    ARTIGO ORIGINAL

    A alergia às proteínas do leite de vaca (APLV) afecta até 5% das crianças na primeira infância e mantém-se durante a segunda década de vida em até 20%. Nos casos de APLV persistente e grave o prognóstico é menos favorável,com elevada probabilidade de ocorrerem acidentes com alergénio oculto.
    Mário Morais de Almeida1, , Susana Piedade1, , Mariana Couto1, , Graça Sampaio1, , Cristina Santa -Marta1, , Ângela Gaspar1,

    Imunodeficiência comum variável em adultos e crianças: Correlação entre fenótipos clínicos e imunológicos 2011 Vol.XIX, nº3

    ARTIGO ORIGINAL

    A imunodeficiência comum variável (IDCV) é uma doença heterogénea caracterizada por infecções recorrentes e deficiência de anticorpos. Têm sido descritas várias classificações que correlacionam diferentes perfis imunológicos das células B e T com distintos fenótipos clínicos.
    Eugénia Almeida1, , Emília Faria1, 2, , Nuno Sousa1, , Tiago Carvalheiro3, , Sónia Lemos2, , Artur Paiva3, , António Segorbe Luís1,

    ESTIMATING THE ECONOMIC BURDEN OF FOOD -INDUCED ALLERGIC REACTIONS AND ANAPHYLAXIS IN THE UNITED STATES 2011 Vol.XIX, nº3

    ARTIGOS COMENTADOS

    A alergia alimentar afecta entre 4 a 6% dos adultos e 1 a 2% das crianças nos Estados Unidos e supõe a utilização de vários recursos de saúde (cuidados de saúde primários, serviços de urgência e internamentos). Até à data, desconhece -se o custo destas utilizações.

    Congresso Anual da Academia Europeia de Alergologia e Imunologia Clínica – 2011 2011 Vol.XIX, nº3

    NOTÍCIAS

    Decorreu de 11 a 15 de Junho de 2011, em Istambul, na Turquia, o congresso anual da EAACI. O evento contou com mais de 7900 participantes inscritos, de mais de 100 países diferentes.

    PRÉMIOS DA SPAIC 2011 Vol.XIX, nº3

    Regulamentos e Prémios SPAIC